SPR – Um Pequeno Museu

EM MÃOS INGLESAS ELA NASCEU

E EM NOSSAS MÃOS ELA MORREU

2-sistema-funicular-julho-de-2007-200
Pequeno viaduto da Grota Funda, na linha 2


2-sistema-funicular-julho-de-2007-165
Foram inúmeros os cortes feitos no terreno para se assentarem os trilhos – a letra A significa que era da linha 2

 

O que conduz as pessoas a organizarem um museu?

Qual o sentido em uma grande dedicação?

Qual o porquê de uma despesa sem retorno?

Enfim, o que significa um museu –

peça viva da história?

 

 

 

museu-rio-grande-da-serra-casa-da-monara-1
Detalhe do pequeno museu na casa do autor do site

Quando, no ano de 2010, o autor deste site resolveu criar um pequeno museu, com peças da antiga ferrovia São Paulo Railway – SPR, não teve outra intenção senão a preservação de materiais –  industrializados ou artesanais –  que viessem manter viva a memória daquela que foi a mais importante ferrovia brasileira.

 

 

placa-4-3
Raríssima placa já totalmente restaurada

Foi, também, sua intenção, prestar uma homenagem a todos que a construíram, a conduziram e a administraram. São Paulo deve a esses homens sua pujança e sua incontestável liderança no cenário nacional.

Havia, no entanto, enorme abandono daquilo que um dia movimentou a riqueza nacional e trouxe à terra paulista a mão-de-obra e a cultura estrangeira.

 

A memória da SPR não merecia o descaso e esquecimento a que estava relegada.

 

placa-7-1
Rara placa, no estado em que chegou às mãos do autor do site
placa-7-7
A mesma placa após a restauração, mantidas as cores originais

Estava esquecida a obra de Mauá – um dos mais ilustres brasileiros em nossa história.

Ao saber que tudo se perdia por ação do tempo no meio serrano, não teve dúvidas de que deveria envidar seus esforços na salvaguarda do que ainda restava.

 

Lutando só, deu início à árdua tarefa de recolher peças centenárias que estavam condenadas pelo esquecimento e descaso de nossa gente.

Durante anos o trabalho foi árduo e quase diário.

 

homenagem-a-engenheiros-ingleses-3
Estado em que chegou uma placa que faz parte de um conjunto de placas em homenagem aos construtores da ferrovia – é o único acervo com data do século XIX
homenagem-a-engenheiros-ingleses-16
Conjunto de placas em homenagem aos construtores da ferrovia, já totalmente restaurado, com apoio em madeira de lei

A ferrugem, as rachaduras, as quebras, a perda da cor original – enfim, tudo poderia contribuir para um desânimo na execução da tarefa – mas, ao contrário, contribuíram para que o autor do site renovasse seu ânimo, e assim poder continuar no rumo da tarefa escolhida. Dessa forma, que cada peça restaurada traga em seu seio a energia e a lembrança daqueles tempos de glória. Bravos homens, na mata, no frio, na neblina, na chuva, nos acidentes e na árdua tarefa, construíram um novo pais.

 

 

 

 

lanterna-de-sinalizacao-1-1
Lanterna de sinalização – mantida no estado natural
vasilha-para-oleo
Vasilha já restaurada – ao chegar continha óleo queimado no interior

Elevaram o nome de São Paulo ao topo máximo de uma nação, que das cinzas de um colonialismo agrário surgia para um promissor futuro.

Em 2015 foi feita a doação desse acervo, constituído por cerca de 150 peças, para a Prefeitura Municipal de Santo André, a fim de que fizesse exibição pública do mesmo, na vila de Paranapiacaba, perpetuando, dessa forma, aquilo que foi a obra de gigantes na serra paulista.

 

 

 

 

tijolos-5
Tijolos utilizados nas construções, tanto em Paranapiacaba quanto nos patamares serranos – É desconhecido o significado dos números
vasilha-para-oleo-3o-patamar
Vasilha para óleo queimado, já restaurada – única peça com referência ao exato lugar de origem – 3º patamar

Enquanto este acervo esteve em suas mãos, o autor dele cuidou com carinho e respeito.

Espera que os andreenses deem a ele semelhante tratamento, principalmente pelo fato de que a doação foi supervisionada pelo Ministério Público Federal – regional de São Bernardo do Campo.

 

 

 

 

 

 

Obs.: As fotos mostram apenas pequena parte do acervo ferroviário

Deixe uma resposta