O Objetivo do Site

Muito já se falou a respeito da ferrovia São Paulo Railway – SPR, por ter sido ela a mais importante ferrovia brasileira, bem como da América Latina.

Sem dúvida alguma são merecidas todas as anotações que se fazem a ela, no entanto, em nenhum momento fez-se referência aos aspectos humanos e emocionais envolvidos, tanto em sua construção, como em sua operação.

Nunca foram, também, levados em conta, em apenas um site, assuntos tão importantes para nossa história, tais como o Café, a Imigração, o porto de Santos e tantos outros.

Por essa razão, o objetivo deste site é justamente relacionar todos os assuntos relativos a essa grande obra de engenharia em solo paulista.

Em textos sucintos, procurou-se mostrar, aos interessados, temas diversos para facilitar a compreensão desse importante período de nossa história.

Foi na segunda metade do século XIX que o Brasil, conduzido por São Paulo, deu seu grande passo como nação independente. No entanto, essa condução só se efetivou após a construção da SPR, pois antes disso a terra paulista não passava de “terra dos caipiras”, com pouquíssima projeção nacional.

Com a ferrovia, expandiu-se a cultura cafeeira, aboliu-se a escravidão, vieram os imigrantes, e o Brasil se industrializou.

Estavam abertas as portas para uma República, tirando nosso país das amarras de uma monarquia que já não respondia aos anseios nacionais.

Se D. Pedro II governou, honradamente, por mais de quarenta anos, o país havia se tornado grande demais para apenas duas mãos.

Dos trilhos da SPR surgiram inúmeros outros, quase tão importantes quanto os dela, levando, até longínquos territórios, a lavoura, as cidades e a indústria, que hoje ocupam a mais importante região brasileira. Cia. Paulista, Mogiana, Ituana, Sorocabana, Araraquarense, Bragantina, Noroeste do Brasil, e inúmeras outras menores, completavam o trabalho pioneiro da grande obra inglesa e do Barão de Mauá.

Sempre sujeito a críticas e comentários, segue este trabalho com o único intuito de homenagear pessoas e obras, que aqui fincaram seus pés e seus pilares.

Há, ainda, a página SPR – Um Pequeno Museu, mostrando o trabalho pioneiro do autor do site, na conservação do escasso material ferroviário ainda existente. Pelo menos, em dezenas de peças restauradas, a custo próprio, procurou-se preservar a memória do Sistema Funicular na Serra do Mar, onde dezenas de homens trabalharam, suaram e, alguns perderam suas vidas.

É lamentável o descaso de nossas autoridades pela preservação de nossa história, mas aqui vai a homenagem pessoal aos engenheiros ingleses, aos trabalhadores, e a todos que pelos trilhos da SPR construíram um Brasil mais moderno e dinâmico.

 

               QUE A MEMÓRIA DE TODOS SEJA PRESERVADA!

Deixe uma resposta